Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




02.05.12

TDT: a maior fraude pública

TDT - Televisão Terrestre Digital

 

 

Este feriado, foi dedicado a instalar a TDT para a minha avó e desde domingo estou mais próximo, claramente mais próximo da realidade da Televisão Digital Terrestre nacional.

 

 

Depois do dia de hoje, fico claramente com a ideia que a TDT é, seguramente, a maior fraude pública que este país já viu. Sim, isso mesmo...a maior fraude pública.

 

 

Para já, é preciso de desconfiar do concurso. Acabámos com uma das ofertas mais pobres a nível mundial, favorecendo claramente os serviços de subscrição como o MEO da PT ou a ZON, que acabaram por recorrer a tácticas comerciais agressivas e desonestas que lesaram e continuam a lesar os mais desatentos. A oferta resume-se aos 4 canais e a RTP, como serviço público, devia colocar no TDT, todos os seus canais, mesmo aqueles que estão presentes nos serviços de subscrição, como é o caso da RTP Informação ou a RTP Memória.

 

 

Estamos perante um processo, muito pouco claro, que não defende claramente a população, que se vê obrigada a renovar equipamentos, voltando à febre das antenas nos telhados, como eu não via desde os anos 80. Estamos em 2012 e julgava que a tecnologia associada à TDT seria avançada o suficiente para evitar essa tendência.

 

 

Nesta altura, muitos dirão: "Febre das antenas nos telhados"?? Mas ele está bem?

 

 

Sim, estou bem e consciente que muitas antenas interiores não serão suficientes. Ao contrário do que eu julgava, a qualidade do sinal de TDT pode mudar drasticamente com mudanças mínimas na antena. E quando digo mínimas, são mesmo mínimas. Seja na posição da antena, seja na direcção que esta pode tomar.

 

 

Quem me acompanha, terá a noção de que estarei mais ou menos à vontade com tecnologia. Mas este processo da TDT deu comigo em doido (e não ficou concluído). Agora, imaginem todos aqueles que não se sentem à vontade com tecnologia e estão sem saber muito bem o que fazer. Naturalmente vão recorrer a familiares que possam ajudar. Então e aqueles que não o podem fazer? Mais uma vez, muitos ganharão um bom dinheiro com esta fraude. Há receptores que deixam muito a desejar. Eventualmente e a ver pela experiência que tive, as antenas interiores podem ser um problema e a migração para a TDT, para muitas casas, poderá ter um custo que rondará seguramente entre os 60 euros e os 100 euros.

 

 

Neste caso, a Portugal Telecom, no site que criou para a TDT, devia ter criado uma lista de equipamentos "aprovados" para a TDT ou especificações que deviam ser obrigatórias nos equipamentos comercializados em Portugal. Desta forma, tínhamos acesso a uma lista normalizada, de receptores, antenas, televisores, etc.

 

 

E o que dizer das zonas que não vão ter cobertura? Não deviam aumentar o número de emissores ou o sinal dos actuais emissores não devia ser mais potente (deixo a resposta para os verdadeiros especialistas)?

 

 

Em suma, fica a ideia que todo este processo da TDT, não passou de uma negociata realizada à vista de todos, que contou com a benção da ANACOM e do Governo português, onde os grandes vencedores foram os serviços de subscrição de TV e todos os vendedores e fabricantes de equipamento, que devem estar a ter dois anos, financeiramente mais interessantes.

 

 

Depois deste post, muitos acharão que estou a exagerar, mas uma análise a frio dirá claramente que os serviços de subscrição de TV estão a tornar-se irrelevantes e tal como nos serviços móveis, o que importa são os dados, isto é, Internet e serviços on demand. Não me interessa ter 120 canais, se não tenho sequer disponibilidade para usufruir dos 4 canais. Seria mais interessante apostar em serviços exclusivamente online e on demand, que não me obrigasse da ter uma subscrição de TV.

 

 

Nos dias que correm, o mais próximo deste cenário, é ter televisão através da TDT e tudo o resto através da Internet. O player que entender esta nova forma de consumo de conteúdo estará à frente de todos os outros.

Autoria e outros dados (tags, etc)




5 comentários

De Duarte a 02.05.2012 às 11:03

http://www.speakerscorner.org.pt/tdt

Comentei sobre a TDT neste link. E sim, é uma vergonha.

Acrescento que, no Reino Unido, a TDT é uma verdadeira concorrente ao cabo (como deve ser). Dezenas de canais, alguns (poucos) pagos, outros grátis, mas que cobrem todo o espectro de gostos.

De ArmPauloFer a 04.05.2012 às 15:18

É curioso que em 2009, quando arrancou a TDT, já manifestava algumas preocupações acerca do monopólio da PT nesta questão de liderar a televisão em Portugal, quer por TDT e pelo avanço no IPTV (entenda-se: Meo).

A verdade é que os anos foram passando, vimos que a vontade de a Zon ter e suportar um 5º canal a ser recusada para a TDT (pela concorrente PT de forma indirecta, pois claro), aquilo tudo que se esperava ver replicado em termos de qualidade técnica foi relegado para o esquecimento. Não assistimos a nenhuma melhoria e na verdade, não obrigou às estações se mudarem definitivamente para o formato 16:9, quando neste país toda e qualquer televisão nova que se compre nos últimos 10 anos está já nesse formato. Enfim...

No final, temos de perceber isto: fomos todos nós conduzidos a perceber que para se ficar bem servido na actualidade (as ligações de dados quase que já se tornaram obrigatórias), necessitamos de subscrever um pacote de serviços de um dos operadores. Pagar para as coisas funcionarem. E mesmo a TDT supostamente gratuita, requer investimento monetário e sabedoria.

No final de tudo, é como se a TDT tivesse sido pensada para acima de tudo beneficiar os operadores de serviços (especialmente a PT)... e isso é feio.
É tudo muito bonito neste país... e as acaras envolvidas são sempre as mesmas.

Mais aqui:
http://armpauloferreira.blogspot.pt/2011/12/tdt-em-2012.html

Vá... não te maço mais com este assunto aqui no teu espaço (para não te desagradar ainda mais). Mas digo que este é um bom artigo.

De ArmPauloFer a 04.05.2012 às 15:29

O link do artigo que publiquei em 2009, sobre o arranque da TDT:
http://armpauloferreira.blogspot.pt/2009/04/televisao-digital-terrestre-ja-arrancou.html

De Tiago a 23.05.2012 às 22:03

Não é exagero nenhum, é pura constatação.

Uma vergonha, e como foi dito, nem 1 canal em 16:9. Aliás, que eu saiba o único canal português em 16:9 é a sporttv.

Quando já nem se vende tv's 4:3...

Mudar para pior e ainda ter de pagar?
Sim porque é mesmo para pior: O sinal está sempre a cair e ficamos a meio do que estamos a ver, a imagem é digital mas não é HD por isso na minha TV não noto diferença para a analógica. Ah mas tenho a programação que não posso ver pois não tenho sinal.

De Anónimo a 10.02.2013 às 18:39

Bem haja por não deixar cair este assunto (triste) no esquecimento.
Acredito que anda muita gente distraída, porque quando não puderem pagar a MEO e a ZON que hoje tem em casa logo se vão preocupar e mexer para que a TDT tenha mais canais e não apenas os 4 e meio (canal Parlamento) que tem hoje,
Já escrevi para alguns comissários europeus que tem responsabilidades em verificar como a oferta de TDT se faz em Portugal. Estou a aguardar resposta.

Comentar post




Arquivo

  1. 2014
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2013
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2012
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2011
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2010
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2009
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2008
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ

Creative Commons License CC | 2008-2013 iPhil